Pages

Friday, 16 August 2013

A eclética Clara Pittam

16 august 2013


Conheci a Clara faz algum tempo, quando ela fez um comentário no meu blog pessoal, thesotontimes. Conversamos sempre, ela me manda receitas, é incrivel a quantidade de amigos que temos em comum; mas ainda falta a gente marcar um chá qualquer tarde dessas para finalmente se conhecer pessoalmente.
Convidei a Clara para falar sobre a vivência dela aqui e no Brasil e agora compartilho com vocês essa história de vida bem interessante. Observe o alerta que ela faz sobre conhecer pessoas na internet.

Kalina: Fale um pouco de você: o que estudou, de onde vem, família. Onde você mora: em Londres? centro? 
Clara: Eu sou a Clara, (Clarinha para os íntimos) fui morar em Teresina em 2001, para fazer faculdade. Morava no Pará antes, comecei a faculdade de Publicidade e Propaganda e logo depois meus pais se mudaram para Teresina, filha única sempre fui muito ligada aos meus pais. Desde o final de 2009 moro em Londres na zona 6, que é fora do centro de Londres para ir para o centro de Londres podemos ir de Trem que demora uns 16min or 25min, dependendo do trem. 

Amor:
Sou casada com um inglês há quatro anos, nos conhecemos pela internet. No início de Janeiro 2009 Stuart me mandou um e-mail, e começamos a trocar  e-mail, depois de algum tempo começamos a conversar pela web-cam, até que eu percebi que já era uma rotina diária, via webcam, sms e telefonemas. No mês de março Stuart foi a Teresina para me conhecer. Fui pegá-lo no aeroporto junto com meu Pai e melhor amigo Vicente. Durante aqueles dias eu confirmei tudo que já tinha percebido nas nossas conversas por email, webcam, sms e telefonemas, que ele realmente é um  homem com o Pé no chão, do bem e que te passa calma e segurança.

Acho que a ideia de conhecer alguém pela internet assustou meus pais, mas eles sempre foram pais abertos e sempre conversei muito com eles sobre todos os assuntos, e de uma forma muito natural e sem PREconceitos eles abriram o coração para entender e conhecer aquele rapaz que tinha atravessado o oceano Atlântico somente para conhecer a filha deles, e hoje em dia meus pais tem o filho que sempre quiseram ter.

Meus amigos ficaram preocupados, o que achei natural, já que escutamos tantas notícias tristes sobre encontros pela internet. Lembro que nessa primeira vez minha grande amiga Thais organizou uma festinha na casa dela e levei o Stuart para conhecer meus amigos. Stuart se divertiu muito, e todo mundo gostou de cara dele; foram logo pedindo ele para vestir a camisa do Flamengo e claro encheram o Stuart de Picanha (Stuart é como um brasileiro amaaa um churrasco). 

Noivado e casamento:
Stuart voltou para me ver em Maio novamente e, com minha ajuda, conversou com meus pais e me pediu em casamento. Em Junho ele me visitou de novo e em Julho vim passar um mês na Inglaterra para conhecer a família dele. Em Agosto casamos em Teresina.
Quando
é verdadeiro e pra valer você sente algo diferente de tudo que já sentiu.       
O que eu quero dizer com tudo isso? Nesses sites de encontros da internet tem muita gente legal, mas também tem muita gente que não tem boas intenções; você e o único que pode observar isso. Siga sua intuição e se perceber que está tendo segundos pensamentos
é porque no fundo você já sabe que o que está se propondo a fazer talvez não vai dar certo.    

Lua de mel:
Tivemos três meses de lua de mel, viajando para o Rio de Janeiro, Buzios, Curitiba, Foz do Iguaçu, Santiago (Chile), Valparaiso (Chile), Deserto do Atacama (Chile), e finalizamos em Veneza (Italia). Foi ótimo, aprendemos sobre novas culturas, conhecemos pessoas muito legais e nunca vamos esquecer da nossa Lua de Mel. Stuart sempre gostou da cultura brasileira, já conhecia São Paulo, Rio e Salvador; e na lua de mel aprendeu mais da nossa cultura.

K: O que acha de Londres? UK/Reino Unido?
Clara: Eu gosto muito daqui, aqui você encontra uma mistura muito boa de culturas, Londres é uma cidade muito cosmopolita o que eu adoro, você sai nas ruas de Londres e vê pessoas falando em diferentes línguas. É uma torre de Babel, mas sem o caos.   

K: O que é bom de morar aqui?
Clara: O que me faz gostar daqui são as facilidades que você tem, saúde, transporte público, educação que funcionam, o grande acesso à cultura, arte e lazer.


K: Cite duas ou três coisas / ou viagens bem interessantes / inesquecíveis que você fez morando aqui.
Clara: Inglaterra e um País lindo especialmente na primavera e verão, viajamos mais para fora do País não fazemos muitas viagem aqui, das que fizemos gostei muito da Região dos Lagos, Beal em Northumberland (entre Inglaterra e Escócia), e Cambridge.

K: Você adquiriu novos hobbies aqui? como foi isso?
Clara: Adquiri a paixão pela fotografia, sempre que posso tento comprar lentes novas e outros acessórios para minha câmera.
Aprendi a cozinhar e fazer bolos, hoje em dia nos meus dias de folga adoro ficar na cozinha e criar coisas novas. 
Jardinagem é outro novo hobby. 

K: E as viagens? 
Clara: Viajamos umas 2 or 3  vezes no ano, sempre escolhemos lugares com praias e mais quente, tentamos fugir do frio um pouquinho.

K: Cite algumas das viagens (duas ou tres) que voce mais gostou e porque gostou do lugar / país.
Clara: Pergunta difícil hein Kalina? Rsrsr eu adoro viajar sempre fui assim desde pequena fazendo as minha malas todo vez que a palavra viajar aparecia... Das viagens que que mais gostei:
Tailândia, amei o lugar muito parecido com o Brasil, fiquei apaixonada pelas pessoas que são super educadas e respeitosas e a comida maravilhosa.
Deserto do Atacama (Chile) um lugar mágico, muito calmo e tranquilo o lugar transmite PAZ.
Egito lindo e encantador conhecer a História deles, uma cultura totalmente diferente do que já tinha visto antes, já que o pais e dividido entre mulçumanos e Cristões. 

K: Quem são seus amigos aqui? 
Clara: A grande maioria dos meus amigos aqui são ingleses, amigos que fiz nos lugares que trabalhei e amigos do meu marido que se tornaram grandes amigos meus, tenho uma amiga mineira que já mora aqui alguns anos.

K: Como tem sido sua vida profissionalmente aqui? O que você já tinha feito no Brasil e que gostaria de continuar a fazer aqui?
Clara: Eu já voluntariei em uma loja que ajuda crianças carentes, e também para a Anistia Internacional. Ano passado eu consegui um trabalho na minha área trabalhando com mídia, mas infelizmente meu contrato chegou ao fim e no momento estou procurando outro trabalho na mesma área.

K: Voces tem planos de ter uma familia grande, bem grande? tipo quatro filhos?hehehe
Clara: Pensamos sim, queremos dois, mas no momento queremos curtir e viajar mais, filhos mais para frente rsrs.

K: O que não é bom aqui? Se quiser, cite um, dois ou três momentos que você viveu aqui e que foram muito difíceis para você.
Clara: Não tem muitas coisas aqui que eu não goste, aqui é claro tem uma cultura bem diferente da nossa, e isso pra mim não se gosta ou desgosta se aceita, até porque cada um de nós somos diferentes. 
Tive que me readaptar a essa cultura e talvez isso tenha sido um pouco desafiador mais não diria difícil. 

K: Do que sente você falta?
Clara: Sinto saudades dos meus pais, da família e dos amigos, sinto falta do calor humano, do povo conversador que conversa com você mesmo não te conhecendo, não que o inglês seja assim frio é que a cultura deles e assim mais na deles.

K: No momento você tem vontade de voltar a viver no Brasil um dia?
Clara: No momento não, mais nunca direi nunca quem sabe um dia volto para o Terra Brasilis

K: Que conselhos você daria a quem quer viver aqui? em Londres ou no Reino Unido.
Clara: Absorve a cultura inglesa, ela é bem interessante, procure fazer amizades com eles (ingleses), entenda a comunidade em que você vive, e evite fazer as coisas como você fazia no Brasil, faça diferente, faça como é feito aqui, isso ajuda na adaptação, pois na minha opinião a partir do momento que você deixa seu País e vai morar em outro País você está deixando a sua cultura e indo entender e viver outra cultura e porque não se abrir para essa nova experiência/cultura?  

K: Você pode dar um exemplo desse ‘faça diferente, faça como é feito aqui’?    
Clara: Não deixe para fazer as coisas em cima da hora (Inglês e muito organizado), se planeje com antecedência, tipo quando quero convidar nossos amigos para jantar aqui em casa eu mando e-mail com 3 meses de antecedência, a agenda de todo mundo aqui é lotada porque eles planejam tudo com tempo.


K: Muito obrigada, Clara. Adorei saber mais sobre você.  

1 comment:

  1. Obrigada Kalina pelo convite, foi prazer contar aqui um pouquinho de mim :) bjs

    ReplyDelete