Pages

Friday, 29 June 2012

jornada compartilhada


29 june 2012


nota: esse post esta tambem hoje no meu blog no portalaz.

Hoje faço uma reflexão sobre minhas últimas duas semanas. Ando cansada. Tenho tido semanas de batente pesado, trabalhando de domingo a domingo.

No sábado 16 de junho trabalhei quatro horas na minha tese. Estou escrevendo o capítulo de análise dos dados. Tudo foi planejado com cuidado e revisado, e hoje me sinto às vezes inundada com tantos dados que fica difícil ser linda e produtiva por dias a fio.

No domingo trabalhei de novo quatro horas. Fiz muita coisa, feliz com o trabalho, apesar da sensação presente de que deveria, mas nem sempre poderia, ter feito mais. Eu vivo me martirizando no entendimento entre o que consigo fazer, respeitando meu jeito de trabalhar, meu ritmo e o que de fato deve ser feito.
Na segunda-feira, dia 18, cheguei na universidade às 7.30 da manhã, e trabalhei no capítulo até três da tarde. Tive encontro com a orientadora às 4 da tarde. Disse pra ela que estava feliz, que apesar de não ter feito tudo estava sabendo bem o que deveria fazer. Saber o que fazer é importante e não é sempre assim nessa jornada. 

O encontro foi iluminador, como sempre. A orientação da pesquisa me ajuda a permanecer nos trilhos e a enxergar janelas que me tinham passado fechadas. Ros comentou que estava feliz de ver como eu estou organizando meus dados, e tambem me pediu pra fazer mais um monte de outras coisas, um monte.
Terminada a sessão, voltei pro escritório. Trabalhei mais umas duas horas e fui embora. Quando cheguei em casa me dei conta do cansaço / esgotamento que chegou em mim. Ali fiquei, jantei e vi um pouco de tv, li umas notícias e fui dormir, com o plano firme de vir no dia seguinte para o escritório. 

Na terça-feira só consegui sair da cama quase uma hora depois do despertador me acordar, sem energia. Me levantei, comi cereal, tomei chá, e entendi que o cansaço tava grande demais. Resolvi ficar em casa. Nesses dias não adianta nem abrir o arquivo do capítulo da tese, nem ler o mais interessante livro de teoria ou de metodologia ou ainda aquele artigo brilhante e inspirador. Não entra nada, parece que a cabeça não consegue estacionar num lugar por mais de cinco minutos. E em casa fiquei, dei uma geral muito breve no meu quarto, almocei, e descansei um pouco. 

Sai de casa perto de 7 da noite, para ir encontrar o pessoal para um jantar no Cowherds , um pub perto da universidade, dentro do lindo Common Park. Era um jantar de fim de ano letivo para o grupo de pesquisa de English as a Lingua Franca [ELF], que é coordenado pela Professora Doutora Jennifer Jenkins .
Estudante de PhD quando se encontra fala de cansaco, falta de tempo, rendimento pouco, agonia e preocupação com prazos, além de muitas coisas boas da vida. Esses papos acontecem sempre num pub ou tomando um chá ali no cafe da universidade, o que já proporciona uma leveza e a certeza de que não estamos sozinhas nessa jornada. Ajuda a pensar que somos normais e alivia o peso da angústia pelos dias de produtividade inexistente. Foi isso que aconteceu, no Cowherds éramos dezesseis pessoas jantando numa mesa comprida. Sentei perto do Rob [inglês], Mariko [japonesa], Khanghee e Jheon [coreanas]. 
Khanghee and Jheon disseram que passam sempre pelas mesmas coisas que eu passo. A Jheon disse que às vezes passa o dia inteiro dormindo depois de uma jornada de escrita.  

No mais, estou mudando de lar essa semana. O que seria para entornar o caldo e me deixar mais estressada veio me renovar, pelas possibilidades felizes que as mudanças sempre podem trazer. Voce não tem idéia do tanto de coisas que preciso arrumar, apesar da ajuda gigante que a Kassandra me deu na operação ‘adeus pertences do passado’. Meu coração tá apertado de saudades desse lugar onde morei por muito tempo, ansioso por amanhã, mas leve de qualquer maneira. Uma leveza dentro de mim anuncia que vai dar tudo certo. Entendi que gosto de mudanças. Eu gosto de ser feliz.

Tuesday, 26 June 2012

golpe do estresse




Eu moro em residência da universidade, divido um apartamento de sete quartos com mais seis estudantes: um iraniano, um menino chines, duas meninas chinesas, um americano e um indiano. O final do ano letivo aqui é no meio de junho. Então, nesse período ou você tá começando a arrancar os cabelos por que tem que escrever a dissertação de mestrado e entregá-la no departamento no final de setembro, tá agoniada com o doutorado [presente!], ou vai pra casa no verão, como é o caso da Lu Yang, uma das meninas chinesas que mora no mesmo apartamento onde eu moro.
A Lu andava estressada com o final do semestre e as tantas coisas para resolver antes de viajar para a China na sexta-feira, dia 15 de junho. Na quarta-feira, por £20, ela mandar os pertences dela para um depósito que fica Londres. Eles guardam tudo pelo verão inteiro. Ela vai voltar no final de setembro, direto para a Universidade de Liverpool, e eles vão mandar deixar os pertences dela la, quando ela vai pagar mais 20 libras.
Mandou tudo. Segundo ela, dois volumes recheados de preciosidades, somando 50 quilos, incluindo o passaporte.  Eu sabia que ela estava organizando isso.  Tô na paz do meu quarto quando alguém bate à porta. É a Lu, falando com a voz sufocada e os braços e os olhos em harmonia com o pânico verbalizado: “por favor, me dê uma idéia, eu tô em pânico. Mandei minhas coisas pra Londres e mandei junto meu passaporte.” 
Eu disse para ela ter calma e sugeri: 
plano [a]: para ela contactar bem cedo na quinta-feira, 14 de junho, o pessoal do deposito e combinar para ir pegar o passaporte em Londres. 
Plano [b]: se não conseguisse recuperar o passaporte a tempo de viajar na sexta-feira, adiar a viagem por mais uns dias. Eu só queria que ela entendesse que havia uma saída, porque ela tava apavorada só de pensar que tudo tinha sido levado para Londres e ela não tinha ideia de onde ficava o depósito e tava quase no dia da viagem.
O desfecho: ela falou com eles logo cedo na quinta-feira, pegou o trem e foi até o depósito, abriu a mala, tirou o passaporte e fechou a mala de novo; agora ela e a mala estavam prontas para um verão de paz. Lu voltou para Southampton aliviada, por pouco tempo. Percebeu que tinha perdido, dessa vez, o cartão do banco. Voltou depressa na estacão de trem: nada. Dessa vez foi mais fácil resolver, porque ligou para o banco e cancelou o cartão. Lu me autorizou a contar essa historia dela aqui.
E você, já sofreu algum golpe do estresse? 

nota:  esse post esta tambem no meu blog multicultural no portalaz.


Friday, 22 June 2012

mestrado no Reino Unido

22 junho 2012
 
nota: esse esta publicado hoje tambem no meu blog Multicultural no Portalaz.

Nesse post vou falar sobre inscrição e mais alguns detalhes para mestrado no Reino Unido. Depois, quando falar sobre PhD, dou detalhes de como foi meu processo. Escolhi deixar alguns termos em inglês, como você vai encontrar nos sites, e traduzir da forma que considero mais clara para ser entendida.

Primeiro passo: sugiro que você visite o site do Conselho Britânico: http://www.britishcouncil.org/
Clicando no link à direita ‘study in the UKhttp://www.educationuk.org/ você tem opção de busca de universidades no Reino Unido todo, para procurar o curso que quer. Considero simples e fácil o acesso a mestrado aqui na Inglaterra.

Pós graduação pode ser ‘taught courses[cursos com aulas / disciplinas] ou ‘research
programmes[a pesquisa, como o doutorado]

Mestrados aqui estão na categoria de ‘Taught courses’
Muitos cursos de mestrado podem ser feitos nas modalidades full-time [tempo integral, com o mestrado durando um ano] ou part-time [fazendo sé metade do curso, assim o aluno leva dois anos para concluir o mestrado]. Há tambem alguns cursos / mestrados disponíveis online, como aqui no meu departamento. Até onde sei, estudante internacional não pode ser ‘part-time’, tem que ser ‘full-time’, que é o estudante tempo integral. Do mestrado você pode continuar para o doutorado, saindo de aulas para pesquisa.

Trabalhar:
Como o status de estudante full time você pode trabalhar 20 horas por semana durante o período de aulas e o quanto desejar durante o período de ferias acadêmicas, como no verão. PORÉM, tudo tem que ser negociado com seu orientador. Na pós graduação as decisões, mesmo pessoais, são tomadas / combinadas com o orientador, que pode mudar nossos planos. Eles liberam a gente pra trabalhar, e negociam o número de horas. Não esqueça que a prioridade é o mestrado.


Como se inscrever para o mestrado:
Inscrições podem ser feitas completamente online, no site da universidade. Os passos para a inscricao:
1. Preencher o formulario de inscricao e abrir uma conta no site da universidade, para, atraves dessa conta, submeter toda a documentacao.
2. Submeter toda a documentacao, juntamente com a ficha de inscricao [application form].
3. Usar ‘online tracking’ para acompanhar o processo. Sugiro fazer uma inscrição pessoal, com contatos no departamento. Faça de forma que quando os seus documentos chegarem ao departamento eles saibam a quem eles se referem. Demonstre, em seus emails para a secretária do programa ou para a coordenação, interesse no curso e na vida que vai encontrar aqui. Motivação é palavra chave e contagiante. Eles são ágeis e eficientes nas respostas que precisamos.

Documentos para inscrição [General entry requirements]
Não tem taxa de inscrição. A lista a seguir traz o basico, geral, podendo variar em cada departamento e de universidade para universidade:
1.      [application form] Ficha de inscrição.
2.      [recommendation letters] Duas cartas de recomendação, de preferencia de professores.
3.      [transcripts] Historico da graduação. Se voce tiver uma pos, acho que deve incluir tambem. Isso fortalece sua inscrição.
4.      [statement of purpose] Em uma página A4 escrever sobre você, contando um pouco de sua história, áreas de interesse [tenha em mente o que o departamento oferece e cite nomes de professores e temas de pesquisa – do seu interesse – nessa parte] e porque escolheu o curso.
5.      Certificado de proficiência de língua. Aqui eles pedem o IELTS [International English Language Testing System].

Seguro saúde: sendo estudante full time por mais de seis meses, como é o caso do mestrado, você entra no esquema do NHS, o que implica receber tratamento médico de graça. Porém, fique de olho para eventuais mudanças, as coisas tem mudado muito por aqui, sempre para deixar a vida do estrangeiro mais difícil e mais cara.

Preço dos cursos de mestrado [programme fees]
O preço [tuition fees]: varia de acordo com o curso que você faz, e tem aumentado todo ano. Essa parte copiei do site da minha University of Southampton www.soton.ac.uk e estou colando aqui, para lhe dar uma idéia. UK & EU são alunos do Reino Unido e da União Européia. Os preços são mais baixos para eles. Mantive esse preço aqui porque sei que tem gente em Teresina que tem passaporte europeu e, portanto, pode se beneficiar da informação. Os demais, como eu, sao international students.

Standard programme fees for 2012/13

UK & EU
Fee per year 12/13
Taught programs
£5,400
International students - taught programmes

Fee per year 12/13
Classroom based
£12,500
Laboratory based
£15,800

O mestrado
Uma vez aqui, para concluir o curso você vai ter que: 1. passar nas disciplinas que cursar. 2. escrever um trabalho de conclusão de curso, em alguns cursos é um relatório de pesquisa, em outros [como no caso do curso de linguística aplicada] dissertação de 15.000 – 20.000 palavras.

Espero que essas informações lhe sejam úteis e ajudem a decidir sobre cursos de pós graduação fora do Brasil. Além da burocracia, vem junto um sem fim de experiências inesqueciveis e que mudam a vida da gente, para sempre: nas viagens, nos ensinamentos, na vida diária numa sociedade tão bem organizada, para citar alguns pontos.


Nota: a foto foi tirada essa manhã, com meu celular. Passo por um parque lindo a caminho da universidade. Essa parte do parque se chama ‘lovers walk’ [trilha dos amantes].


Tuesday, 19 June 2012

ah, o tempo na Inglaterra.


19 junho de 2012


nota: esse post esta tambem no meu blog 'multicultural', do portalaz. post publicado nos dois blogs no mesmo dia.

Ultimamente por aqui só chove e faz frio, num clima de inverno com dias cinzentos. Isso mesmo, por enquanto as expectativas de verão não tem se confirmado. Tivemos uma semana e meia de dias mais mornos e com sol brilhando, mas esse se recolheu de novo, para dar lugar à chuva. Segundo alguns amigos meus, a Kassandra trouxe os lindos dias ensolarados de Teresina com ela, mas os levou de volta. Danada essa menina.

Quem estuda inglês em livro produzido no Reino Unido aprende logo a dizer ‘umbrella’ – guarda-chuva. Aí, quando chega aqui, se acostuma com outras peculiarides locais:
- a dizer ‘brollies’ por umbrella;
- faz um estoque de guarda-chuvas, porque o vento, sempre forte, nao lhes permite vida longa. Eu tenho talvez cinco sombrinhas, nenhuma delas inteira a essas alturas;
- a escutar o povo reclamando do tempo o tempo todo, e a dizer que o tempo aqui é imprevisivel; e a ouvi-los chamar a chuvinha suave, porem contínua, de chuva torrencial. Tudo é uma questão de como vemos os fatos;
- a ver pessoas que param o trabalho para ir dar uma caminhada, mesmo que breve, no parque, para aproveitar o sopro de [imprevisto] sol que se manifesta. Hoje no final da tarde, a caminho de casa, encontrei a Melissa, de Taiwan, a Silke, da Austria, e a Marylin, de Malta, vindo de uma dessas caminhadas no parque Common.

Vamos ao evento de hoje: no dia 7 de junho recebemos convite para um churrasco para comemorar o fim do ano letivo, no dia 15 de junho, sexta-feira passada. Deve ser um desejo de fazer um programa de verão, o que nem sempre dá certo. Aqui todo programa ao ar livre traz a ressalva ‘se São Pedro ajudar’ [weather permitting]. Desde o primeiro convite há o alerta da possível mudancça de planos por conta da chuva, que se confirmou, e o churrasco foi trocado por um encontro no pub. A promessa do churrasco está mantida.

Eis os emails com o convite e o ajuste para o churrasco:

From: Hpgc
Sent: 14 June 2012 09:26
Subject: CHANGE OF PLANS! HPGC End of Year Picnic

Dear All Humanities Postgraduates,

Due to the reliably rainy British 'summer', we have decided to postpone the below-advertised picnic, and instead will be meeting at the Cowherds (on the edge of the Common) from 1pm tomorrow, for those who would like to meet up to talk about anything at all!

We will still hold the picnic on a date to be decided - preferably when the sun decides to stay for more than an hour or two! So please keep your eyes peeled for a rearranged event over the next few weeks.

We look forward to celebrating all of the year's successes with you tomorrow - hope to see you there!
Best,
Your HPGC Committee

________________________________
From: Hpgc
Sent: 07 June 2012 13:23
Subject: HPGC End of Year Picnic!

Dear All Humanities Postgraduates,

Amongst all the hectic end of year plans, we wanted to include a little something to look forward to! HPGC is therefore planning an End Of Year Picnic on the mini-common across the road from Avenue Campus on Friday 15 June 2012, from 1pm.

Let's get together to celebrate and share some good food and good company as the (British) summer begins! So that the burden does not fall on any one individual, the plan is to each bring a dish to share with one another. Feel free to inform us of your dish on the Facebook group wall of this event, or via email to hxxx@xxxxx, so that we can attempt to have a good mixture of food!

Hopefully we've timed this correctly, and most people will be finished with their assessments for the academic year.

Please bring your own blanket or lawn chair as well. Plastic and paper tableware will be provided. Drink contributions are also welcome! If the rain decides to stay for this event, we will rearrange the venue and let you know in good time.

We hope to see many of you there!
Best,
Your HPGC Committee

campo maior

19 june 2012


vontade enorme de estar em campo maior, sentada na calcada na praca bona primo, vendo a vida, lenta, passar. ou no haway, apreciando a paisagem e a brisa. vontade enorme. ou na casa do meu irmao, conversando e me sentindo beeem conectada com o mundo, o especial mundo de onde venho. vontade enorme. se der pra sair um cafe da manha no mercado central com cuscuz delicia e cafe com leite, rejeito nao, aceito na hora. vontade enorme.

Monday, 18 June 2012

for a productive week

18 june 2012

my desk at the pgr office this morning - photo taken from my mobile phone
the weekend was great and productive. i feel happy and ready for the week, which i hope will be just as productive. weather has been very english, i.e. wet and cold with some sunny smiles once in a while. it's ok. last night we had a massive buffet dinner at zen, a japanese restaurant. the, we went to mayflower park to see the waterlitz show. entertaining, but it was getting seriously cold, because the very predictable rain again paid us a visit.

Friday, 15 June 2012

multicultural

15 june 2012


nota: esse post eh o primeiro do blog 'multicultural', que vai ao ar no portalaz, de Teresina, piaui, Brasil. 

Querido leitor,

Brazil: sou natural de Campo Maior, servidora do Tribunal de Justiça, professora do CEUT, e estou atualmente na Inglaterra, fazendo um doutorado em Linguística Aplicada, na University of Southampton www.soton.ac.uk .  
                                       
Minha experiência no exterior
Estados Unidos: morei e estudei inglês na Flórida, nos anos de 1997 e 1998, com visto de turista, num momento bem diferente de hoje. Fui com o objetivo de conhecer mais sobre a cultura e sobre a língua inglesa, que, àquele tempo, ja ensinava no Brasil. Estudei inglês na escola pública Tomlinson Adult Learning Center http://www.tomlinson.pinellas.k12.fl.us/  Tinha carro, carteira de motorista e trabalhei como babá, auxiliar de garçom num restaurante japonês, e fiz faxinas num hotel.

Depois, em 2000, fui para o Tennessee, onde fiz mestrado em Inglês na ETSU [East Tennessee State University] www.etsu.edu , que era uma universidade relavitamente pequena, com mais ou menos 12.000 alunos à época. Éramos em torno de 200 estudantes internacionais; durante meu tempo lá nunca fomos mais que cinco brasileiros. No meu departamento [Inglês] eu era a única estrangeira no programa, a ‘estranha no ninho’, naquele ambiente quase monocultural, apesar de ser de literaturas de língua inglesa e ter alunos de várias partes dos Estados Unidos e das muitas culturas e mundos que a literatura nos presenteia. Escrevi minha tese de mestrado sobre literatura afro-americana, analisando o livro “Their eyes were watching God”, da escritora Zora Neale Hurston.

Reino Unido: aqui no Reino Unido, onde estou desde setembro 2008, e na Europa que tenho visitado, a palavra que sintetiza a vida é multicultural. A multicultura está presente em todos os ambientes que frequento na universidade, onde faço minha pesquisa de PhD e onde trabalho, e tambem nas interações sociais, e na vida diária, nos shopping centers, na fila do cinema. A riqueza étnica e cultural é muito interessante. E aqui estou eu, mais acostumada a frutas azedas [tambem] e a comidas bem apimentadas, asiáticas, mediterrâneas, e do mundo todo. E adoro ‘fish and chips’ [peixe empanado e frito com batata frita], o prato inglês mais emblemático da cultura local.

Eu e o blog: meu objetivo com o blog Multicultural é falar sobre minha experiência no encontro com outras culturas, em vários ambientes: de trabalho, de estudo, de relações sociais, originadas desse contato na universidade, aqui e nas lembranças que me ocorrem das experiências anteriores.
Entao, devo escrever uma vez por semana, às sextas-feiras, sobre: 
- a vida e a experiência de uma estrangeira fazendo uma pós graduação no exterior, vivendo / interagindo e escrevendo em inglês na maior parte do tempo; 
- viagens, de férias ou para participar de conferências, todos eventos multiculturais em sua essência.
- universidade, feriados, curiosidades, acesso à universidade: provas de proficiência de língua [IELTS, TOEFL], detalhes do processo de acesso a cursos de pós nas universidades americanas e britânicas. Nesse aspecto meu foco principal deve ser o Reino Unido.
- a pressão do doutorado e casos específicos do que vivemos aqui, eu e meus colegas, nessa batalha gigante no processo da pesquisa. 

Os posts das sextas-feiras deverão ser sempre escritos em português; podendo, no entanto, trazer um texto em inglês e algumas dicas de leitura, por exemplo. Havendo folga no meu trabalho de pesquisa planejo tambem escrever eventualmente na terça-feira. Quando acontecerem, esses posts tem mais liberdade para serem em português ou em inglês.

Caro leitor, o que tenho em mente é um blog simples e com assuntos de fácil identificação para qualquer pessoa passando por situação similar, pensando em planejar uma empreitada
como essa, ou que simplesmente tenha interesse nos assuntos.

Abraços,
Kalina

brazilian get together

15 june 2012

at the cowherds pub
last night we went to the cowherds to celebrate frances' 1st year PhD presentation. we were six, all brazilians: adriano, his wife dani, me, karla, frances, and ana, who left husband orlando looking after cutie little one hugo. it was raining when we left avenue campus. it had been raining for hours, i mean, it has been raining for days, and we have no promises of anything different from this for the weekend. frances drove us to the pub. we ate and chatted chatted chatted. i walked back home with adriano and dani, who live further down the road, in shirley. yes, rain was torrential when we left the pub. we all had our umbrellas ready for the nice rain.  am glad it is not as cold as it was yesterday, when i was actually shivering with cold in bed.
cheers to frances. cheers to our get together. it was fantastic and warmed my heart in this wet summer.

Thursday, 14 June 2012

elsewhere

14 june 2012

mudeford beach, england - november 2010


i still can't believe i spent many hours today working in the wrong version of my analysis chapter. since the beginning i found there was something strange as i couldn't find some information i expected would be there. also, a long bit i had deleted in the last / right version was there today. despite this i kept going until it became too complicated. only then i remembered i had started a new version to the chapter and that this one i had been working on was way too old, just not deleted yet. the new one is sign posted and everything. it was my lack of attention, really. i know crying doesn't help, but it worries me to think i that distracted [?].

Tuesday, 12 June 2012

feliz dia dos namorados

12 june 2012



feliz dia dos namorados para quem tem o coracao verde amarelo branco azul anil e amadas metades. 
aproveite, ame, perdoe, se ligue no que importa, se desligue do que lhe chateia, aprenda a amar e a ser leve. eu tenho tentado me manter nesses trilhos, por uma jornada feliz.


"nao espere do outro mais leveza do que voce seja capaz de trazer consigo." (italo calvino)